Andre Lazaroni

quinta-feira, maio 24, 2012



Mais recursos para a construção de um campus para abrigar o Centro Universitário Estadual da Zona Oeste (Uezo), em Campo Grande, na Zona Oeste da capital. O pedido foi feito pelo reitor da entidade, Roberto Soares de Moura, durante audiência pública da Comissão de Educação da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj), na última quarta-feira (16/05). Presidente do colegiado, o deputado André Lazaroni (PMDB) disse que a comissão vai se empenhar para que a construção do novo campus seja concretizada o quanto antes. “Vamos solicitar ao governador Sérgio Cabral que lance a pedra fundamental e dê início às obras ainda esse ano. Esse é o principal pleito nesse momento”, afirmou Lazaroni, lembrando que um terreno, localizado no Distrito Industrial de Campo Grande, já foi doado à instituição pela Companhia de Desenvolvimento Industrial do Estado do Rio (Codin).
Segundo Moura, a Uezo está crescendo e, por isso, necessita de um novo espaço. Atualmente, a universidade ocupa parte das instalações do Instituto de Educação Sarah Kubitschek (Iesk). “A Uezo não é uma universidade tradicional, não vai gerar ciência. Nós vamos gerar inovação, novos processos, novos produtos, novas máquinas, melhoria das máquinas já existentes; esta é a diferença. Na zona Oeste é onde estão as fábricas, a matéria-prima. Nós estamos dentro das fábricas. O campus é fundamental, sem o campus não se faz nada”, disse. Presidente da Comissão de Orçamento, Fiscalização Financeira e Finanças da Casa, o deputado Coronel Jairo (PSC) afirmou que o orçamento para o início das obras já está previsto. “É necessário que agora, na Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), seja incluída uma emenda determinando uma certa quantia para as obras. Acredito que a demanda seja na ordem de R$ 40 milhões. O governador tem a maior boa vontade com a Uezo”, apontou. O parlamentar disse, ainda, que a zona Oeste tem dois milhões e 600 mil habitantes, e a Uezo é única universidade pública que atende a região. “A Uezo vai ser a força motora da criação da mão de obra deste estado”, afirmou.
De acordo com a pró-reitora de Administração e Finanças da Uezo, Célia Moreira Gomes, nos últimos três anos a instituição investiu R$ 14 milhões em equipamentos e obras de infraestrutura. “A Uezo tem quase dois mil alunos, 26% deles beneficiados por cotas. Os números poderiam aumentar, já que apenas 8% dos interessados conseguem vagas nos cursos, que são disputados inclusive por estudantes de fora do estado. Por isso, o grande foco da Uezo é o pedido de liberação de verba para a construção de um novo campus”, salientou. Também estiveram presentes na reunião os deputados Robson Leite e Inês Pandeló, ambos do PT, Paulo Ramos (PDT) e Marcelo Freixo (PSol), além de representantes dos alunos e professores da universidade.

publicado por André Lazaroni em 24.5.12



0 Comments:

Postar um comentário



Links to this post:

Criar um link

<< Voltar


Sobre este Blog
Blog do Deputado Estadual. Opine, vamos fazer o meio ambiente ser preservado
 
 
Últimos Posts
Arquivos
 
Amazônia Azul

faça o download do PDF



Powered by Blogger