Andre Lazaroni

sexta-feira, junho 11, 2010


Vamos reagir! Eles não conseguirão prejudicar o Estado do Rio de Janeiro, tirando mais recursos legítimos da nossa população! Na calada da noite de quarta-feira e madrugada de quinta-feira, dia 10 de junho, o Senado aprovou emenda do senador – que pelo nome não se perca – Pedro Simon (PMDB-RS) – que divide os royalties do pré-sal. É a mesma malfadada emenda do deputado Ibsen Pinheiro, também do Rio Grande do Sul, que tanta indignação causa entre os povos do Estado do Rio e do Espírito Santo.

Para fazer um trabalho completo em desfavor da nossa população, o Senado havia aprovado, antes, o texto base do projeto que cria o Fundo Social do Brasil por 38 votos a 31 e uma abstenção. Segundo proposta do mesmo Pedro Simon, o valor arrecadado com os royalties deve ser divido igualmente entre todos os estados e municípios, conforme critérios do Fundo de Participação dos Municípios e do Fundo de Participação dos Estados.

Assim, por exemplo, Roraima, que não produz petróleo, receberá o mesmo que o Rio de Janeiro, que tem os gigantescos postos da Bacia de Campos! E a cidade de Piripiri, no Piauí, terá tratamento igual ao recebido por Macaé! Vamos reagir! Essa indignidade não passará.

publicado por André Lazaroni em 11.6.10



2 Comments:

  • Não vou negar. Estou fula da vida com a falta de respeito (pra dizer o mínimo) com o nosso Estado.

    A votação da Emenda Ibsen (tanto na Câmara quanto no Senado) foi golpe baixo, mas vamos combinar que é uma batalha complicada de se ganhar se não for da forma correta. É claro que é interesse de Roraima, do Amapá ou de qq outro estado não produtor de ter acesso aos royalties do petróleo. Teoricamente, esse dinheiro faz diferença em qualquer orçamento. Por isso, torna-se a briga de 3 estados (com maior interesse para RJ e ES) contra 24, portanto, já saímos em franca desvantagem.

    Só que a Emenda Ibsen, não é novidade, e já não era novidade em março, qdo houve aquela grande mobilização no Rio. Falando em bom português (e com o perdão da palavra), mas a cagada já estava feita!
    Foi muito bonito o governador Cabral chorar falando no golpe que o Rio havia sofrido, mas verdade seja dita, Sergio Cabral é macaco velho da nossa política, sabe como as coisas acontecem, tanto na ALERJ (onde inclusive foi presidente) como em Brasília, portanto as lágrimas não convencem! Tanto ele, quanto a bancada fluminense comeram mosca ao não iniciar a mobilização antes, muito antes, da emenda chegar ao plenário, não fizeram nada, e aí é fácil dizer que foi tudo feito na surdina.

    Só isso, já deveria ter servido de lição, pro nosso governador, homem inteligentíssimo que é, e fazer o dever de casa direitinho. Sabendo que a emenda seria encaminhada pro Senado, e sem uma declaração textual e pública do Presidente Lula de que vetaria a emenda (as declarações do presidente fora todas em cima do muro), a campanha e o trabalho político a ser feito com senadores em Brasília (coisa que ele faz muitíssimo bem) deveriam ser ponto número 1 da agenda do governador. Não foram.(Ano eleitoral é... deixa pra lá)

    Como o Deputado deve saber, desde 20 de abril há um vazamento de óleo no Golfo do Mexico que já compromete fauna, flora e economia dos estados americanos da Louisiana, Mississipi, Alabama, Florida e Texas. É o maior desastre ambiental dos Estados Unidos. Pergunto: como isso não foi usado e falado à exaustão com um exemplo do que (infelizmente) pode acontecer com o nosso estado? Lembrando a deputados e senadores que Rondônia, Tocantins ou Acre, entre outros estados, estão longe de sofre com um desastre dessa magnitude.

    Fato é, Deputado (e eu sei que o Sr. atua na esfera estadual), que o dever de casa não foi feito, pelo representantes do Rio em Brasília. Fazer mobilização, quando a votação já aconteceu é chorar sobre o leite derramado, e fica com jeito de pirraça de criança mimada.

    Que tal ao invés de espernear com o golpe baixo, agirmos como adultos e pensarmos em estratégias para vencer as batalhas em favor do Rio?

    Saudações

    Priscila Montenegro

    Publicado por Blogger Bituna , em 12:04 PM  

  • Oi Priscila,

    O Rio de Janeiro e o Espírito Santo não foram apanhados de surpresa com a votação da emenda do senador Pedro Simon, no Senado, na calada da noite de quarta-feira passada, que acabou por nos garfar - no mínimo - quase 8 bilhões de reais em royalties/ano, pelo petróleo extraído da Bacia de Campos. Era inevitável isso acontecer em tempos eleitorais. Os oportunistas não perdem uma igual a essa, não é mesmo? São 81 senadores, três por estado. Quem votaria contra uma emenda dessas, ilegal, amoral e injusta? Os seis - três do Rio, três do Espírito Santo. São Paulo, que agora entra firme nos interesses das bacias petrolíferas Campos/Santos, ficou como sempre... em cima do muro. Os demais, exploraram a propaganda a favor, seja em Salvador, Cuiabá ou Porto Velho.
    O que se espera - e para isso tem que decorrer o tempo necessário - é o veto do presidente Lula às emendas Ibsen/Pedro Simon, quando elas voltarem à Câmara e lá o plenário votar a favor delas.

    Não é que o presidente tenha falado uma verdade absoluta: é que em tempo de eleição aparece monstrengos como esses mesmo. Faturar em cima da invenção da roda é o que mais pinta por aí. O Ibsen e o Simon, que vivem se vangloriando de serem duas autênticas irmãs de caridade, são mestres nisso.

    O governador Cabral e os senadores e deputados, sejam federais ou estaduais, com raras exceções, batalharam e batalham pelo Rio de Janeiro. O Paulo Artung e os parlamentares capixabas fizeram e fazem o mesmo, lá em Vitória.
    O argumento do vazamento de petróleo no Golfo do México é sim mais um nessa defesa. Fizemos simpósios e debates tecnicos-científicos a respeito, com o surprepreparado pessoal da Petrobrás, Coppe/UFRJ e tantos outras instituições de peso.
    Infelizmente acontece isso, puro e miserável oportunismo eleitoral. Mas a luta continua.

    Saudações verdes!

    André Lazaroni

    Publicado por Blogger André Lazaroni , em 5:30 PM  

Postar um comentário



Links to this post:

Criar um link

<< Voltar


Sobre este Blog
Blog do Deputado Estadual. Opine, vamos fazer o meio ambiente ser preservado
 
 
Últimos Posts
Arquivos
 
Amazônia Azul

faça o download do PDF



Powered by Blogger