Andre Lazaroni

domingo, março 21, 2010


Peço mais atenção de vocês que me acompanham com a leitura neste espaço diário. Estamos, neste domingo, na véspera do Dia Mundial da Água. E as celebrações nos levam a muitas reflexões. Uma delas se refere às conclusões da 1ª Conferência Nacional de Saúde Ambiental (CNSA), promovida pelos ministérios do Meio Ambiente e da Saúde, no final de 2009.

Devemos nos lembrar que o tema, Água e Clima, chamou a atenção de todos para os perigos provenientes da emissão de gás carbônico e outros gases de efeito estufa na atmosfera, responsáveis por efeitos como o agravamento das secas, o aparecimento de furações e enchentes.

Diz um bem elaborado texto do MMA que a conferência debateu também a questão do saneamento ambiental que contempla entre seus aspectos a questão do abastecimento de água, a coleta e tratamento de esgotos, o controle de doenças, o lixo e a drenagem. Nos debates da conferência, houve um alerta: a má qualidade das águas multiplica os riscos de doenças de veiculação hídrica e a balneabilidade de praias, afetando diretamente a saúde pública.

O documento debatido na 1ª CNSA alerta que, ao longo dos anos, os recursos hídricos em áreas urbanas vêm sofrendo intervenções variadas que os poluem e afetam o sistema de drenagem, abastecimento e esgoto. A ação humana degrada a água, ao lançar substâncias que a poluem, conferindo-lhe cor, tornando-a turva e menos transparente. A água suja ou contaminada por coliformes, nutrientes como o nitrogênio, fósforo e outras substâncias prejudica a saúde, a qualidade de vida e o ambiente. O Dia Mundial da Água é para se pensar. Refletir. E agir. Para fazermos a nossa parte.

publicado por André Lazaroni em 21.3.10



0 Comments:

Postar um comentário



Links to this post:

Criar um link

<< Voltar


Sobre este Blog
Blog do Deputado Estadual. Opine, vamos fazer o meio ambiente ser preservado
 
 
Últimos Posts
Arquivos
 
Amazônia Azul

faça o download do PDF



Powered by Blogger