Andre Lazaroni

sábado, dezembro 18, 2010


Caso sério. Moradores da Zona Oeste estão, como se diz popularmente, “com a pulga atrás da orelha”. Bem desconfiados. E com razão. Sabe por quê? A Companhia Siderúrgica do Atlântico (CSA) deu partida, ontem, sexta-feira (17/12), ao alto forno 2, após atender os diversos requisitos exigidos pela Secretaria do Ambiente e o Instituto Estadual do Ambiente (Inea).

Que requisitos são esses? Vamos seguir as informações do Inea:

- apresentação de atestado técnico sobre a adequação dos procedimentos de controles ambientais adotados na partida do alto forno 2. O laudo foi emitido pela CH2MHILL, auditora de padrão internacional.

- Apresentação de termo de responsabilidade ambiental com designação de responsável técnico pelos procedimentos.

Adicionalmente a empresa foi advertida de que no caso do período de partida do AF2 ultrapassar cinco dias, será obrigatório o abafamento do mesmo.

Em nota oficial o Inea informa que está acompanhando todo o processo de partida junto com três especialistas independentes das empresas Hatch e Concremat e da PUC Rio. O acompanhamento do processo de partida continuará por todo final de semana, até que a totalidade da produção do AF2 seja destinada à aciaria.

O monitoramento da qualidade do ar está sendo feito em cinco estações instaladas nas comunidades nos arredores da empresa. As medições feitas ao longo de todo dia indicam que as concentrações de partículas totais variaram entre 21,2 e 38,4 microgramas por metro cúbico, valores estes até seis vezes inferiores ao padrão Conama (240 microgramas por metro cúbico).

Vamos aguardar o correr das horas e os resultados da liberação do alto forno 2 da CSA...

publicado por André Lazaroni em 18.12.10



0 Comments:

Postar um comentário



Links to this post:

Criar um link

<< Voltar


Sobre este Blog
Blog do Deputado Estadual. Opine, vamos fazer o meio ambiente ser preservado
 
 
Últimos Posts
Arquivos
 
Amazônia Azul

faça o download do PDF



Powered by Blogger